quarta-feira, 4 de maio de 2011

Atenção: Vídeo Bin Laden vivo é vírus

Piratas os utilizadores através de notícias, fotos e vídeos falsos, levando-os a clicar em links que podem danificar o computador.

Os piratas informáticos estão a aproveitar a morte de Bin Laden para espalharem vírus. A ideia é enganar os utilizadores através de notícias falsas e levá-los a clicar em links que podem danificar o computador.
Pouco tempo depois do anúncio da morte do líder da Al Qaeda uma «grande quantidade de notícias falsas inundou as consultas dos motores de busca que se dirigiam a páginas online maliciosas», revela em comunicado da empresa de software de segurança BitDefender enviado às redacções.
«A curto prazo também se espera que aparecem envios maciços de correios electrónicos que incluam exploits .pdf para infectar os computadores e a utilização como engodo de títulos da imprensa sobre a morte de Osama».
Por isso, aconselha-se aos utilizadores que ignorem «qualquer arquivo .pdf» que supostamente contenha notícias de última hora» e optem por «visitar páginas online dos meios de comunicação conhecidos».
A BitDefender acrescenta ainda que «também se espera que a morte de Bin Laden seja utilizada pelos vendedores de falsos antivírus».
Se se investigar com mais profundidade o assunto e se aceder às últimas páginas de resultados dos motores de busca, podem encontrar-se já uma série de sites online optimizados para procuras como «morte de Bin Laden». Esta técnica é conhecida como «Black Hat SEO» e consiste em posicionar páginas falsas da internet nos primeiros lugares quando se procuram certas palavras [neste caso relacionadas com Bin Laden].
Como é comum nestes casos, quando o utilizador acede à página o que encontra é um aviso de que o seu equipamento está infectado e o pedido para descarregar um falso antivírus [que não só não limpará o equipamento como o infectará com mais malware].
Vídeo que desmente a morte funciona como phishing
Também a ESET, fabricante de antivírus detectou um aumento imediato na propagação de malware após o anuncio a morte de Bin Laden.
Uma das primeiras formas de ameaça começou por ser detectada nos fóruns de conversação a que milhares de cibernautas recorrem diariamente onde se podiam ler mensagens que convidavam os utilizadores a visualizarem uma alegada fotografia de Bin Laden enforcado.
O link não conduzia a qualquer imagem, mas sim a um ficheiro que não tinha outro qualquer objectivo senão infectar os computadores.
«A outra ameaça curiosamente surgiu em português e sob a forma de e-mail (phishing). Mais concretamente o e-mail que se encontra a circular sugere ao utilizador que veja um vídeo em que Osama Bin Laden aparece alegadamente a segurar o jornal com a data de hoje e desmente a sua possível morte relatada por Obama», explica um comunicado da empresa, enviado às redacções.
Consequentemente, o cibernauta é convidado a visitar uma ligação que o irá conduzir ao vídeo. Esta ligação faz com que o utilizador execute um ficheiro malicioso detectado como uma variante possível do trojan Win32/TrojanDownloader.Banload.PYR, uma variante de malware usada para roubar credenciais de bancos online.

2 comentários:

  1. Nada que um bom antivirus não resolva. De qualquer modo agradeço estas informações.
    Um abraço.

    ResponderEliminar
  2. Cautela e caldos de galinha nunca fizeram mal a ninguém.
    Por vezes os antivírus não estão preparados para os primeiros ataques e quando nos apercebemos, já era...

    ResponderEliminar

Pagina Inicial

Make Money

Ocorreu um erro neste dispositivo