sábado, 7 de agosto de 2010

OS 10 MITOS SEXUAIS MAIS COMUNS

A falta de informação é o principal obstáculo para que parceiros desenvolvam uma prática sexual mais prazerosa e saudável.
O sexo é e sempre será uma fonte de mistérios, fantasias e preconceitos. Mas muitas vezes devido a desinformação que atravessa gerações, acredita-se em uma série de mitos, criando-se assim grandes obstáculos para que se desenvolva uma prática sexual mais prazerosa e saudável.
E por ainda ser grande o número de pessoas que vão pra cama com os seus respectivos mitos, é necessário saber quais são verdadeiros e quais são falsos. Foi por essas e outras que o dr. Barry Buffman, diretor do Los Angeles Boston Medical Group, publicou uma lista com os 10 mitos sexuais mais comuns ainda presentes no nosso cotidiano. Vamos a eles então:

Os homens têm mais apetite sexual sempre?
Falso. A predisposição sexual responde às mudanças na libido, que pode ser alterada conforme a dieta, o sono, o estresse, a saúde e a autoconfiança. Essas variáveis afetam igualmente a homens e mulheres.
Com a idade o sexo perde importância?
Um velho mito. A diminuição da libido não é um sintoma natural de envelhecimento. O envelhecimento não diminui a vontade sexual, como reza o mito. A ciência responde que outros fatores como a depressão, as deficiências hormonais e distúrbios de ansiedade podem potencializar uma perda de desejo sexual. No entanto, a falta de comunicação e a depressão são duas variáveis importantes que acompanham o ser humano em todas as fases de suas vidas.
O Viagra é a única solução?
Não. Para Buffman, existem vários fatores que determinam a ereção masculina. Alguns relacionado diretamente com a questão física e outros de ordem puramente psicológico. Assim – aconselha ele, antes de tomar a tal pulula milagrosa, o descontente com a sua função erétil deve procurar fazer terapia ou procurar outros métodos, sobretudo os para os quais o medicamento é contra-indicado.

O tamanho do pênis
O tamanho é um barômetro da virilidade? Aumenta o prazer? Pode-se deduzir o seu tamanho considerando o tamanho das mãos ou pés? Para a decepção de quem pensa assim ou se vangloria de seu bem dotado pênis, tudo isso é falso. Independente do tamanho, o prazer sexual tem mais a ver com o talento e com a habilidade de comunicação que se estabelece durante a atividade sexual.
Existem alimentos afrodisíacos?
Papo-furado. Não há qualquer prova científica para confirmar que alguns alimentos ajudam a restaurar ou a estimular o desejo sexual. O melhor remédio para "voltar a ter tesão” está na mente de todos.
Fantasiar com terceiros é mau?
Totalmente apoiado. Tendo em conta que a atividade sexual começa no cérebro, não é pecado algum imaginar uma terceira pessoa durante o ato sexual, sobretudo quando isso melhora o desempenho dos parceiros. Afinal, se sexo é também imaginação, por que não? Ah, é prudente não contar para o parceiro(a) que você é chegado (a) num ménage à trois mental.
Ejaculação precoce é só praga de adolescentes?
Resposta rápida: não. Apesar de o imaginário popular atribuir a “rapidíssima de coelho”, digamos assim, somente aos turbinados adolescentes, muitos estudos alertam que a ejaculação precoce afeta 30% dos homens em algum momento de suas vidas. Os fatores determinantes podem ser fadiga, depressão e ansiedade.
O sexo oral é mais seguro do que vaginal?
Isso é coisa dita da boca pra fora. Embora seja um método anticoncepcional natural e eficiente, há risco de infecção muito forte. A troca de fluidos no sexo oral pode causar infecções, especialmente se houver cortes ou feridas na área de contato. Sem contar, é claro, as Doenças Sexualmente Transmissíveis (DST)
Ejacular fora evita gravidez?
Claro que não. Os filhos feitos nas coxas não são tão raros assim. Neste caso, a falta de informação é crucial, pois o homem raramente sabe exatamente quando começa a ejacular.
O melhor sexo acontece como nos filme?
Totalmente falso. Segundo Buffman, esta representa uma das mais ilusórias formas de pensar o sexo. Não é como acontece nos filmes, onde duas personagens acabam de se conhecer e imediatamente são tomadas por uma espécie “química explosiva” (tesão, em outras plavras) que os leva já na cena seguinte pra cama. Para ele, o melhor sexo depende fundamentalmente da boa comunicação entre os parceiros. Apenas assim conseguirão descobrir a intimidade do próximo e conhecer qual o passo certo nos momentos de maior tensão sexual.

2 comentários:

  1. Olá.
    Muito bom seu artigo.
    Tomei a liberdade de reproduzí-lo em meu site de prevenção à AIDS em http://www.soropositivo.org.
    Naturalmente eu coloquei um link direto para seu blog, não para a matéria.
    Gostaria que vc pudesse aceitar isso e, se vc desejar, podemos trocar links efetivos, meu site tem mais de cinco mil páginas e vc ganharia muito em termos de popularidade com isso.
    QQ coisa escreva para cau @ soropositivo.org
    []´s
    Cláudio

    ResponderEliminar
  2. Esteja á vontade amigo, até que o conteúdo deste poste não é de minha autoria, me esqueci de colocar a fonte do artigo e já não me lembro de onde tirei.
    Abraços e seja Bem Vindo ao meu cantinho.
    Bom Domingo

    ResponderEliminar

Pagina Inicial

Make Money

Ocorreu um erro neste dispositivo